siga-nos | seja fã
PUB
 

Teresa Rita Lopes

Teresa Rita Lopes
Imprimir Partilhar por email
22-09-2013 - 10:54
Teresa Rita Lopes é uma referência algarvia ligada ao estudo e divulgação da obra de Fernando Pessoa.
 
 
Uma mulher notável, cujo percurso merece ser enaltecido, sobretudo pelo empenho ao estudo e pela valorização que tem dado à literatura portuguesa. 
 
É natural de Faro e nasceu em 1937, conseguindo, no entanto que a sua obra tivesse ultrapassado fronteiras e se tivesse projectado também no plano internacional. 
 
Acera de Teresa Rita Lopes, muitos especialistas defendem que é uma das maiores especialistas contemporâneos na obra de Fernando Pessoa, tendo centrado o seu trabalho académico na obra deste poeta e se dedicado à divulgação da parte inédita da sua obra. 
 
No seu percurso notável, é também de destacar o facto de ter vivido em Paris durante treze anos, onde foi professora na Sorbonne e defendeu a tese de doutoramento "Fernando Pessoa et le drame symboliste – héritage et création". 
 
Ao mesmo tempo, o seu nome está ligado à Universidade Nova Lisboa enquanto professora catedrática. 
 
A investigação também tem assumido um papel relevante no seu percurso tendo a seu cargo um grupo de investigadores que produziu várias obras, nomeadamente um guia de Lisboa, escrito por Pessoa, com traduções em várias línguas, como sendo, o espanhol, francês, italiano e duas em alemão. 
 
Teresa Rita Lopes produziu individualmente algumas obras notáveis que merecem um destaque, são elas, Pessoa por conhecer (2 volumes, mais de 400 inéditos) e uma edição crítica: Álvaro de Campos – Livro de Versos (mais de 80 poemas inéditos). 
 
Ao mesmo tempo, organizou várias exposições sobre Fernando Pessoa, em Espanha, no Brasil e em França. 
 
Ao longo do seu percurso, também a obra de Miguel Torga mereceu destaque por Teresa Rita Lopes, sobre a qual tem vários ensaios. 
 
Além disso tem colaborado regularmente em várias publicações literárias portuguesas e estrangeiras, quer no domínio do ensaio, quer da poesia. 
 
Teresa Rita Lopes tem peças de teatro publicadas e representadas em Portugal e no estrangeiro, cujos destinatários são, França, Bélgica, Itália, Roménia e Alemanha. 
 
De salientar ainda que, a sua peça “Se Mentes” (Wenn du lügst – Samen) foi escolhida para representar Portugal no Festival de Autores de Teatro na Bonner Biennale 94 – e posteriormente representada em Munique e em Roma. 
 
Da sua obra é de salientar, Ensaio Fernando Pessoa et le drame symboliste - héritage et création. Paris: C.C. Português da Fundação Gulbenkian, 1977; 2ª ed. 1985. 
 
Pessoa por Conhecer I. Lisboa: Estampa, 1991. 
Miguel Torga - Ofícios a "Um Deus de Terra". Porto: Asa, 1993. 
 
Edição de textos de Pessoa Álvaro de Campos, Vida e obras do Engenheiro. Lisboa: Estampa, 1990; 2ª ed. 1992. 
 
Pessoa por Conhecer II. Lisboa: Estampa, 1990 A Hora do Diabo. Lisboa: Rolim, 1988. 
 
O Privilégio dos Caminhos. Lisboa: Rolim, 1988. 
 
Pessoa Inédito. (Org.) Lisboa: Livros Horizonte, 1993. 
 
Álvaro de Campos: Livro de Versos. (edição crítica). Lisboa: Estampa, 1ª e 2ª ed.,1993; 3ª ed. 
 
Os Melhores Poemas de Fernando Pessoa (prefácio e selecção). S. Paulo: Global, 1986; 7ª ed. 1995. 
 
Álvaro de Campos: Notas para a recordação do meu mestre Caeiro. Lisboa: Estampa, 1997. 
 
Poesia: 
 
Os Dedos, os Dias, as Palavras. Porto: Figueirinhas, 1987. 
 
Por Assim Dizer. Lisboa: De Viva Voz, 1994. 
Cicatriz. Lisboa: Presença, 1996. 
 
No âmbito teatral, Teresa Rita Lopes está intimamente ligada a, "Três Fósforos" in Teatro 62. Lisboa: Guimarães Editores, 1962. 
 
Sopinhas de Mel. Lisboa: Moraes Editores, 1980. 
Teatro I . Lisboa: De Viva Voz, 1994. 
 
Teresa Rita Lopes está também ligada a traduções e a citações sobre a sua obra, facto que lhe enriquece o percurso e o prestígio internacional que tem alcançado. 
 
Agustina Bessa-Luís escreveu acerca de Teresa Rita Lopes: 
 
“O poema está completo, porque ele é, acima de tudo, a tentativa de reduzir o absurdo ao espaço das sensações. Teresa Rita Lopes é uma boa candidata à celebridade, posto que foi envergando uma folha branca para dar bom dia ao dia. E já está pronta para resplandecer, como é seu tempo agora”. 
 
“Há na poesia de Teresa Rita [publicada em 1987 sob o título Os Dedos, Os Dias as Palavras] uma constante réplica ao quotidiano e essa réplica é uma afirmação de liberdade contra todos os entraves que impedem a adesão ontológica do ser a si mesmo”. 
 
António Ramos Rosa 
in A Parede Azul 
 
(Actualização:30-01-11)
 
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

Jorge Tavares



-

Russel M. Santos



-

Grupo de Charolas União Bordeirense



-

Anabela Afonso (Stª Bárbara de Nexe)



-

Francisco Rosado



PUB
 
PUB
 
ÁREA CLIENTES
Loja das Taças
Se és campeão a loja das Taças põe-te o Troféu na mão
ver mais
 
Allô Pizza
Os apreciadores da verdadeira pizza italiana conhecem a casa, local agradável, bom ambiente e boa-disposição.
ver mais
 
Escola de Condução C.C.S
Escola de Condução para Motociclos e Veículos Ligeiros.
ver mais
 
 
 
NOTÍCIA MAIS LIDA DO MOMENTO
Autarquia de Lagoa apoiou cinco alunos a participarem nos cursos de verão da Ualg

Autarquia de Lagoa apoiou cinco alunos a participarem nos cursos de verão da Ualg

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Autarquia de Lagoa apoiou cinco alunos a participarem nos cursos de verão da Ualg

Autarquia de Lagoa apoiou cinco alunos a participarem nos cursos de verão da Ualg

ver mais
 
PS Aljezur apresentou candidatos às eleições autárquicas

PS Aljezur apresentou candidatos às eleições autárquicas

ver mais
 
SILVES:Grupo Coral da Sociedade Filarmónica Silvense apresenta-se na Casa da Cultura Islmâmica e Mediterrânica

SILVES:Grupo Coral da Sociedade Filarmónica Silvense apresenta-se na Casa da Cultura Islmâmica e Mediterrânica

ver mais
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio