siga-nos | seja fã
PUB
 

O que deve comer para ter mais saúde

O que deve comer para ter mais saúde
Imprimir Partilhar por email
15-09-2016 - 11:14
A alimentação é a base para uma vida mais saudável e um forte contributo para o bem-estar do ser humano, razão pela qual, se deve selecionar cuidadosamente o que se come e, sobretudo, o que se deve evitar ingerir.
 
No topo das prioridades estão, naturalmente a fruta e os legumes que devem fazer parte de qualquer dieta alimentar e, bem abaixo, no plano oposto, os produtos industrializados e açucarados que devem ser mesmo banidos da alimentação.
 
Para esclarecer a população acerca do melhor e do pior para a saúde, o médico Joel Fuhrman listou os alimentos benéficos e prejudiciais ao ser humano, e apelou à consciência das pessoas de que a comida é, de facto, um medicamento puro – para o bem e para o mal.
 
Ao site Mind Body Green, o mesmo especialista revelou que, apesar do forte contributo da alimentação para a saúde, bem-estar e felicidade, também o exercício físico deve fazer parte dos hábitos diários, bem como a procura de momentos de descontração e de libertação emocional, uma vez que, é no equilíbrio de todas estas partes que se combatem os excessos alimentares.
 
“Uma pessoa ansiosa tende a ingerir mais doces e a comer de forma mais descontrolada do que uma pessoa tranquila, por exemplo.”
 
Eis os melhores alimentos para uma vida longa e saudável:
 
# Vegetais de folha verde – possuem vários micronutrientes e são repletos de vitaminas e minerais;
 
# Vegetais crucíferos – por conterem fotoquímicos, conseguem regular as hormonas e recuperar os danos celulares;
 
# Frutos vermelhos – são antioxidantes e anti-inflamatórios, melhorando os níveis de açúcar no sangue e a saúde do coração;
 
# Leguminosas – alternativa à proteína vegetal e ótimas fontes de fibra;
 
# Cogumelos – fonte de proteína vegetal, baixo em calorias e com um ótimo poder contra infeções respiratórias e cancro da mama;
 
# Cebola – tal como o alho, é anti-cancerígeno, anti-inflamatório e antioxidante;
 
# Frutos secos – ricos em vários nutrientes e ótimos a zelar pela saúde do coração;
 
# Sementes – além de todas as vantagens dos frutos secos, oferecem ainda ácidos gordos ómega 3;
 
# Tomate – alto poder antioxidante e anti-inflamatório;
 
# Romã – melhora o desempenho cognitivo.
 
# Cereja – reduz o stress oxidativo.
 
E os piores, aqueles cujo consumo deve ser moderado ou até mesmo banido:
 
# Carne vermelha ou no churrasco – este tipo de confeção faz com que a carne fique com hormonas promotoras de cancro, o que aumenta consideravelmente o risco de doença. A carne vermelha é também de evitar, como alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS);
 
# Alimentos processados – todos os alimentos embalados, processados ou com uma textura e aspeto demasiado perfeitos são de evitar, especialmente se forem vendidos em massa nos supermercados. Falamos de alimentos do dia-a-dia que estão repletos de açúcar, sal e gorduras saturadas, além de todos os químicos e aditivos que permitem alcançar o produto final ideal;
 
# Manteiga – prejudicial para o colesterol e para a saúde cardiovascular.
 
# Panquecas e donuts – a não ser que sejam confecionados em casa (preferencialmente sem serem fritos), estes doces são de evitar por estarem repletos de farinha e açúcar refinados;
 
# Refrigerantes – além de danificarem os dentes, estão repletos de açúcar e proporcionam uma maior acumulação de gordura visceral;
 
# Fritos – fritar os alimentos aumenta a sua capacidade inflamatória, algo que num consumo a longo prazo pode resultar em mutações metabólicas;
 
# Alimentos salgados – sejam snacks ou feitos em casa, os alimentos ricos em sal são de evitar pois podem causar danos nos rins, no coração e no sistema imunitário pode impulsionarem as inflamações.
 
# Alimentos adoçados ou ricos em açúcar – seja com açúcar natural ou açúcar artificial, é sempre de evitar, pois este ingrediente faz aumentar o peso, a acumulação de gordura e, por consequência, os problemas de coração e a probabilidade da pessoa ter cancro e/ou diabetes.
 
# Lacticínios açucarados – os lacticínios com sabores e açúcar adicionado são sempre de evitar por terem um efeito nocivo no sistema imunitário, conseguindo desregular as hormonas, promovendo aquelas que estimulam o crescimento de tumores cancerígenos.
 
Selecionados os produtos, faz sentido reorganizar o quotidiano de forma a incluir uma caminhada ou um simples passeio que permita o contacto com a natureza e um momento de descompressão, essencial para “parar, escutar e olhar” calmamente o corpo e relaxar a mente.
 
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

“Crianças que não brincam, ficam doentes” – Mário Cordeiro



-

Sabe o que é Síndrome de Húbris? É a doença do poder!



-

Sabe identificar um sociopata?



-

Mitos e verdades da vida “mais saudável”



-

Pessoas alegres e positivas vivem mais e melhor



PUB
 
PUB
 
ÁREA CLIENTES
Allô Pizza
Os apreciadores da verdadeira pizza italiana conhecem a casa, local agradável, bom ambiente e boa-disposição.
ver mais
 
Loja das Taças
Se és campeão a loja das Taças põe-te o Troféu na mão
ver mais
 
Escola de Condução C.C.S
Escola de Condução para Motociclos e Veículos Ligeiros.
ver mais
 
 
 
NOTÍCIA MAIS LIDA DO MOMENTO
Maria Leal de volta ao Algarve para animar motards

Maria Leal de volta ao Algarve para animar motards

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Polícia Marítima fiscaliza atividade de venda ambulante em Albufeira

Polícia Marítima fiscaliza atividade de venda ambulante em Albufeira

ver mais
 
Câmara Municipal cede terreno para a nova "casa" da Polícia Judiciária em Portimão

Câmara Municipal cede terreno para a nova "casa" da Polícia Judiciária em Portimão

ver mais
 
Com o «Guia Algarve» da RTA tenha "à mão" 200 eventos em junho

Com o «Guia Algarve» da RTA tenha "à mão" 200 eventos em junho

ver mais
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio