siga-nos | seja fã
PUB
 

«O Natal é sempre que o homem quiser»

«O Natal é sempre que o homem quiser»
Imprimir Partilhar por email
15-12-2014 - 10:26
Com a aproximação do Natal a passos largos, ou melhor, da noite de 24 de Dezembro, é muita a reflexão que se faz por estes dias.
 
A decoração de Natal começa cada vez mais cedo um pouco por todo o lado, a ponto de se «esquecer» as demais tradições. Que o diga o S. Martinho, que tem sido tão castigado nestes últimos anos da era consumista…
 
Mas será que, esta antecipação das comemorações e do espírito de Natal se deve à necessidade de celebrar esta quadra todos os dias do ano?
 
Provavelmente todos sabem responder a esta questão… de todo que não!
 
Interesses económicos, a necessidade de ganhar ou de encaixar dinheiro empatado ao longo do ano, a intenção de persuadir as pessoas para o consumo e daí por diante, continuam a ser mesmo a base de toda essa publicidade e alertas para o Natal.
 
Por muito que se deseje tornar o espírito natalício como uma bandeira para todo o ano, na realidade a ânsia pelo dinheiro continua a não deixar espaço para esses valores há tantos anos lamentados.
 
Continuamos, ano após ano, a não conseguir lutar contra a massiva pressão social e comercial que a quadra encerra. Mantemos o padrão de ter de andar a fazer contas à pressa para não deixar alguém sem um presente porque «parece mal», porque «vão falar mal de mim», porque «tem sido assim» e não se consegue dar lugar a um novo entendimento da quadra.
 
Muitos de nós certamente que gostaríamos de entender o Natal como uma noite para a família, para estar em conjunto, para unir aqueles que, ao longo do ano se mantiveram por perto e com laços afectivos, no fundo aqueles que são uma referência para as nossas vidas, aqueles que, dentro das suas diferenças, dão sentido à família e aos sentimentos que nos constituem. 
 
Mas, aos poucos, tem-se transformado a quadra dos jantares de amigos, do dinheiro que não se tem para impressionar sabe-se lá quem, a época das frustrações por se ver o luxo e não lhe poder chegar, a quadra que nos torna mais sensíveis, mais capazes de fazer promessas para o ano seguinte, mas também a época do ano que se quer esquecer por nos dar tantas tristezas…
 
É no Natal que se repara que há pessoas carenciadas, que há crianças sem família, sem amor, sem o essencial para a vida. É na quadra natalícia que se recorda quem está longe, quem está doente, quem sofre, quem não tem direito de sonhar porque a sociedade e o sistema já lhe retirou essa capacidade.
 
 É também no Natal que a música nos faz tocar o coração, porque sabemos que, ao longo do ano fugimos dos sentimentos, da reflexão, pois temos uma agenda apertada e, não temos tempo para pensar nisso. É quando as lojas se fecham que se respira de alívio por não se gastar mais, mas também quando paramos, escutamos, olhamos, e vemos muito pouco para além do muito que se gasta, que se desperdiça numa quadra do ano. 
 
É nesse momento que, muitos de nós lamentamos a sociedade que todos construímos diariamente, mas no fundo, estamos sempre com ansiedade, com vontade que tudo termine, que se despeçam as famílias, para podermos chorar à vontade no silêncio das nossas lamentações. É no dia seguinte à festa que se afastam as promessas, porque «afinal não sou eu que vou mudar o mundo» e que se luta para virar a página, pois «para o ano há mais e, logo se vê se consigo fazer a diferença».
 
No fundo, lutamos o ano inteiro contra o Natal, mas gostaríamos de o celebrar todo o ano…
 
AP
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

Precisa de um “jeitinho”? Conheça outros hábitos (muito) portugueses!



-

Para avançar, é preciso “virar a página”!



-

Aprenda “a ser importante” para os outros



-

“A Internet está a tornar-nos mais estúpidos?”



-

As pessoas tristes são as mais egoístas!



PUB
 
PUB
 
ÁREA CLIENTES
Escola de Condução C.C.S
Escola de Condução para Motociclos e Veículos Ligeiros.
ver mais
 
Loja das Taças
Se és campeão a loja das Taças põe-te o Troféu na mão
ver mais
 
Allô Pizza
Os apreciadores da verdadeira pizza italiana conhecem a casa, local agradável, bom ambiente e boa-disposição.
ver mais
 
 
 
NOTÍCIA MAIS LIDA DO MOMENTO
Maria Leal de volta ao Algarve para animar motards

Maria Leal de volta ao Algarve para animar motards

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Polícia Marítima fiscaliza atividade de venda ambulante em Albufeira

Polícia Marítima fiscaliza atividade de venda ambulante em Albufeira

ver mais
 
Câmara Municipal cede terreno para a nova "casa" da Polícia Judiciária em Portimão

Câmara Municipal cede terreno para a nova "casa" da Polícia Judiciária em Portimão

ver mais
 
Com o «Guia Algarve» da RTA tenha "à mão" 200 eventos em junho

Com o «Guia Algarve» da RTA tenha "à mão" 200 eventos em junho

ver mais
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio