siga-nos | seja fã
PUB
 

Jorge Soares

Jorge Soares
Imprimir Partilhar por email
19-08-2013 - 16:55
Jorge Soares é natural de Lagoa e conhecido do grande público por integrar o grupo ACTA.
 
 
Do seu vasto percurso profissional e experiências, são de destacar a preferência desde cedo por esta área, uma vez que abandonou o curso de Relações Internacionais, da Universidade Lusíada, para receber formação teatral em vários cursos, workshops e seminários, designadamente nos domínios da Tragédia Grega, Expressão Dramática Corporal, Técnica da Máscara, Dança Criativa, Marionetas e Fantoches, Manipulação e Construção de Formas Animadas e Dramaturgia. 
 
Como formadores, Jorge Soares recebeu conhecimento de Theodorus Terzopoulos, Luís Varela, Joaquim Benite, Estrela Novais, Filipe Crawford, Alfred Peters, José Ramalho, Maurício Rebojo, Manuel Dias e António Torrado. 
 
Entre 1993/94 foi luminotécnico da Sala D. João V, da Câmara da Amadora, e integrou o grupo de teatro amador Passagem de Nível. 
 
Destaca-se também a categoria de Sócio-fundador da Associação Ideias do Levante, de Lagoa, já que participou na produção e foi assistente de encenação e ator de vários espetáculos teatrais e de animação. 
 
Em 1999, é um dos 12 formandos que ingressa no Curso de Formação de Atores, Técnicos e Animadores Teatrais da ACTA, tendo, nessa qualidade, participado nos espetáculos “As Tranquilas Aventuras do Diálogo”, de Teresa Rita Lopes, “Gente Singular”, de Teixeira Gomes, ambos com encenação de José Louro, e “Auto das Andanças”, um texto de criação coletiva conduzido por Luís Mourão e espetáculo dirigido por Andrzej Kowalski. 
 
Em 2000, após a conclusão do referido curso integra o elenco da ACTA. Cria o espetáculo de Robertos “A Barraca do Gregório”, e participa nos elencos do “Auto da Barca do Inferno”, de Gil Vicente com encenação de Pedro G. Ramos; “Linda Inês”, de A. Martins Janeira com a encenação de Luis Vicente. 
 
Também A” Calígula” de Albert Camus, que contou com a encenação de Paulo Moreira; “O Primeiro”, de Israel Horovitz, cuja encenação esteve a cargo de Elisabete Martins. 
 
Numa criação coletiva, integrou também “O julgamento”. Em 2002 assina a sua primeira encenação: “Doubles ou Eles Eram Dois”, de Michael Frayn. Em 2003 dirige o espetáculo “O Nariz”, inspirado no conto homónimo de N. Gogol. 
 
Tem igualmente exercido funções formativas no âmbito da atividade da ACTA, designadamente, junto de pessoas portadoras de deficiência auditiva, e formação de formadores. 
 
Em Novembro de 2003 frequenta o workshop de Técnica da Máscara dirigido por Mário Gonzalez do Théâtre du Soleil. Um dos seus grandes trabalhos também conhcidos do grande público é o Projeto VATe que dirige desde 2006. 
 
Sempre com o intuito de fazer chegar mais longe a cultura e o gosto pela arte ao seu mais elevado nível, Jorge Soares é uma referência algarvia que tem ganho projeção e reconhecimento pela sua qualidade artística além fronteiras, o que dignifica o Algarve e sugere a continuidade de novos talentos como um imperativo. 
 
(Actualização:25-07-10)
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

Fernando Cabrita



-

Remexido



-

Pedro Martins e Telma Santos



-

Diogo Lopes



PUB
 
NOTÍCIA MAIS LIDA DO MOMENTO
Hélder​ ​Semedo​ ​despede-se​ ​da​ ​vida autárquica​ e "provavelmente" da vida política

Hélder​ ​Semedo​ ​despede-se​ ​da​ ​vida autárquica​ e "provavelmente" da vida política

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Associação Movimento Juvenil em Olhão vence Prémio "Boas Práticas 2017 - Associativismo Juvenil"

Associação Movimento Juvenil em Olhão vence Prémio "Boas Práticas 2017 - Associativismo Juvenil"

ver mais
 
ACRAL promove debates com candidatos às autárquicas nos concelhos de Faro, Tavira e Loulé

ACRAL promove debates com candidatos às autárquicas nos concelhos de Faro, Tavira e Loulé

ver mais
 
Lagoa:GNR fez 19 detidos em festival de música eletrónica

Lagoa:GNR fez 19 detidos em festival de música eletrónica

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio