siga-nos | seja fã
PUB
 

Irrita-se com facilidade? Leia estes truques

Irrita-se com facilidade? Leia estes truques
Imprimir Partilhar por email
11-05-2015 - 23:25
Numa sociedade agitada e, muitas vezes desperta para a ansiedade e para a observação dos outros, nem que seja em pormenores, são muitas as pessoas que se dizem irritadas.
 
Irritadas com o choro de uma criança no café, com as corridas dos garotos nas escadas do prédio, com o latir do cão da vizinha, com a respiração do/a companheiro/a, com o bater de uma porta e com tantos outros sons e comportamentos ao nosso redor.
 
Na opinião dos especialistas, antes de tentar controlar os sentimentos negativos face aos outros, é essencial perceber o que se passa dentro de si. É fundamental apurar as causas dessa irritabilidade que, na maioria das situações está dentro de cada um de nós e não vem do exterior.
 
Basicamente, antes de aprender a lidar com pessoas irritantes, deve aprender a lidar com a sua própria irritabilidade.
 
A importância que se dá aos comportamentos dos outros, depende da nossa disponibilidade para avaliar essas movimentações, tal como de um estado emocional. “Há dias em que não nos causa qualquer incómodo o toque do telefone e outros em que até esse sinal de chamada é um pretexto para mudar de humor”. Será que é a pessoa que nos liga que nos provoca irritabilidade ou o nosso estado emocional é que está mais “à flor da pele”? 
 
Pode ser uma coisa e outra! Podemos não gostar de atender todas as chamadas e nem sempre o podemos evitar, tal como nem sempre estamos tão disponíveis para os outros como gostaríamos. Não é por acaso que existem dias diferentes com estados de humor distintos e necessidades de ultrapassar o que é menos positivo, com a certeza de que os outros não têm culpa das nossas variações de humor. Se não temos coragem para dizer “ligue mais tarde” ou nem sequer dar tanta importância ao toque de telefone, devemos tentar perceber as causas do nosso mau-estar que, em muitos casos, é cansaço, é falta de ocupação e de interesses, é um vazio emocional e daí por diante.
 
Na posição dos especialistas, seja qual for a situação, é fundamental que saibamos lidar com os nossos sentimentos e reações, sob pena de “nos deixarmos levar” por situações ou ocorrências insignificantes.
 
Um primeiro ponto a reter é a importância de parar, escutar, pensar e só depois agir ou reagir. Este truque ajuda-nos a evitar sucessivos arrependimentos face a posturas e comportamentos assumidos involuntariamente.
 
1-Respire fundo
 
Respirar fundo e pelo diafragma ajuda a diminuir o stress. O velho truque de “contar até dez”, continua a fazer sentido para muitos entendidos, na medida em que afasta a nossa atenção daquilo que seria o alvo de irritabilidade. Ao mesmo tempo, devemos pensar noutras coisas mais agradáveis ao invés de nos concentrarmos no que nos desestabiliza. 
 
2-Deixar de idealizar aquilo que os outros deveriam fazer
 
É fundamental pensar nos nossos comportamentos e atitudes e deixar que cada um se responsabilize pelos seus. Quando temos a responsabilidade de vigiar e punir comportamentos, faz sentido que estejamos atentos e reativos, caso contrário, aprender a colocarmo-nos no nosso lugar, ajuda muito. Claro que, muitas pessoas têm o “o dom” de provocar esse mau-estar nos outros, mas o afastamento pode ser uma primeira alternativa a que se segue reduzir as nossas expetativas em relação aos outros. “Estabelecer expetativas razoáveis é a chave para ficar menos irritado.”
 
3-Quais os benefícios de estar irritado
 
Fazer esta questão a si mesmo nas mais variadas situações, ajuda a responder em termos de bem-estar e de saúde.
 
Para os especialistas, é tudo uma questão de consciência das coisas. “Quando nos apercebemos de que não faz qualquer sentido estar a dar importância a certas situações, tudo é mais fácil”. Educar a mente é o ponto de partida para conquistar este ponto essencial. Na base das irritações com os outros está a tendência que muitas pessoas têm de se considerarem superiores ás demais. A partir dessa consciência de que somos diferentes, tudo se torna mais claro e facilitado, uma vez que, “nos colocamos em pé de igualdade e não como críticos severos de outrem”.
 
Uma pessoa será mais forte e estável quando se concentra nas suas qualidades, limitações e conquistas, pelo que não precisa de se debruçar sobre as diferenças dos demais.
 
4-Orgulhe-se de não reagir
 
Muitas vezes há o dilema: reagir ou aceitar passivamente a situação que nos irrita?
 
Na posição dos especialistas, não “podemos assumir o papel nem de legisladores dos outros, muito menos de autoridades que se dedicam a avaliar os comportamentos e ações das pessoas á nossa volta”. Com esta atitude que é de maior humildade para connosco e para com os outros, teremos muito mais força para não “explodir” e para nos colocarmos no nosso devido lugar, pois se queremos dar um exemplo diferente, começa mesmo por aí.
 
5- Abandone a ideia de que os outros fazem tudo para o irritar
 
Este é um erro muito comum e que dá lugar a inúmeros pensamentos negativos. Muitas pessoas acreditam que tudo o que as irrita e seu redor é provocado intencionalmente e que “as pessoas fazem de tudo para me irritar”. De todo que esta ideia é falsa, mesmo que possam existir casos que confirmem as suspeitas, pois sabemos que dar uma resposta a uma irritação, é abrir a porta para mais. No entanto, na maioria dos casos, as pessoas nem se dão conta do que nos provocam e vivem o seu mundo à sua medida, nós é que acabamos por nos envolver naquilo que não nos pertence, e a acreditar que somos o alvo dessa intenção negativa. O segredo é mesmo cortar o mal pela raiz e deixar de dar importância a tudo o que se passa à nossa volta.
 
6- Não perder tempo com detalhes
 
Muitas pessoas dão importância a situações tão insignificantes que precisam mesmo de ser chamadas à atenção. Tornam-se implicativas e “chatas” por estarem em permanente alerta com o que se passa em seu redor. Tal acontece devido a um vazio por preencher nas suas vidas. Uma pessoa que se ocupa com a sua vida, com a sua família, atividades e amigos, não perde tempo com pormenores sem importância, pois está ocupada, emocionalmente preenchida e satisfeita.
 
7-Aceite-se tal como é
 
Só uma pessoa que se aceite, que assuma os seus defeitos e qualidades é que pode idealizar uma mudança. Alguém que confunde as suas caraterísticas com as dos demais, que não valoriza a sua vida e o que tem conquistado, terá mais dificuldades em enfrentar uma mudança. Mudar implica tomar consciência de si mesmo, acreditar que é possível fazer mais e melhor a assumir que há pontos que não ajudam à felicidade e que podem e devem ser substituídos.
 
8-Não  tente mudar ninguém
 
Esta é a base para fazer destronar grande parte da irritabilidade que se vive: saber que cada um é como cada qual e que ninguém tem o dom de mudar quem quer que seja. Pelo contrário, devemos nós estar despertos para nos relacionarmos com diferentes pessoas, sabendo que umas nos dão mais satisfação que outras e que temos direito a essa escolha.
 
9-Deixar de tentar agradar aos outros
 
Um ponto que dá lugar a muita irritabilidade resulta da necessidade que muitas pessoas têm de ser apreciadas e queridas pelos outros. Muitas vezes chegam ao extremo de não aceitarem sequer que outras sejam as preferidas e acabam num jogo permanente de irritabilidade, frustração e agressão. Só percebendo que, tal como nós somos livres para amar e para não gostar de algumas pessoas, há muitos que não gostam de nós e que preferem pessoas com outras caraterísticas. É tão natural como perceber que não teríamos capacidade de amar um infinito de pessoas e ter relações com toda a gente. Aceitar este fato é uma garantia de muita felicidade e ajuda-nos a procurar as situações e pessoas que melhor se encaixam com as nossas qualidades mais ou menos positivas.
 
10-Não confunda os sentimentos
 
Um grande causa de irritabilidade prende-se também com a confusão de sentimentos. Há pessoas que querem exclusividade de atenção, outras que têm “a mania da perseguição” e outras que nada se importam com isso que acabam por “atrair” naturalmente a atenção dos outros. Este cena´rio é um pretexto para “estragar” a felicidade de quem quer “tudo para si” , que se considera superior e mais capaz de ser o centro das atenções, mas que não consegue esse estatuto na realidade. O ciúme, a competição, a inveja acompanham e explicam a irritabilidade deste tipo de pessoas que, no extremo, acabam por querer abater os “seus adversários” por acreditarem que fizeram de tudo para os ultrapassar. Estes casos justificam um tratamento médico e acompanhamento psiquiátrico, uma vez que, conduz muitas pessoas à violência e a outros comportamentos desviantes.
 
Não se esqueça que, uma pessoa irritada se torna irritante!
 
Melhore a sua qualidade de vida com menos irritações:
 
Procure manter-se ativo, feliz e orgulhoso com as suas conquistas, com as pessoas que ama e com o que se passa ao seu redor.
 
Não tenha medo de expressar afetos, opiniões e de aceitar o seu percurso, a pessoa que é e as mudanças que pretende fazer.
 
Orgulhe-se de situações em que controlou a irritabilidade e conseguiu desfrutar do momento.
 
Aprenda a substituir os sentimentos negativos por cenários em que pode ser feliz e dar mais de si.
 
Há barulho à sua volta? Claro! Mesmo que vivesse no Deserto, haveria sempre barulhos! Mesmo a viver sozinho, irrito-me, por isso, não devo colocar as culpas nos outros por tudo e por nada!
 
Ser feliz é sinónimo de avaliar o que nos impede de viver boas emoções, por isso, comece hoje a lutar pelo seu bem-estar e pela melhoria da convivência com os outros!
 
 
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

“Crianças que não brincam, ficam doentes” – Mário Cordeiro



-

Sabe o que é Síndrome de Húbris? É a doença do poder!



-

Sabe identificar um sociopata?



-

Mitos e verdades da vida “mais saudável”



-

Pessoas alegres e positivas vivem mais e melhor



PUB
 
PUB
 
ÁREA CLIENTES
Allô Pizza
Os apreciadores da verdadeira pizza italiana conhecem a casa, local agradável, bom ambiente e boa-disposição.
ver mais
 
Loja das Taças
Se és campeão a loja das Taças põe-te o Troféu na mão
ver mais
 
Restaurante Os Arcos
A melhor gastronomia algarvia
ver mais
 
 
 
NOTÍCIA MAIS LIDA DO MOMENTO
Maria Leal de volta ao Algarve para animar motards

Maria Leal de volta ao Algarve para animar motards

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Polícia Marítima fiscaliza atividade de venda ambulante em Albufeira

Polícia Marítima fiscaliza atividade de venda ambulante em Albufeira

ver mais
 
Câmara Municipal cede terreno para a nova "casa" da Polícia Judiciária em Portimão

Câmara Municipal cede terreno para a nova "casa" da Polícia Judiciária em Portimão

ver mais
 
Com o «Guia Algarve» da RTA tenha "à mão" 200 eventos em junho

Com o «Guia Algarve» da RTA tenha "à mão" 200 eventos em junho

ver mais
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio