siga-nos | seja fã
PUB
 

Hematúria

Hematúria
Imprimir Partilhar por email
30-07-2014 - 22:23
Para que se compreenda melhor a complexidade do aparelho urinário e de eventuais complicações, nunca é demais abordar este tema tendo em conta o aspecto da urina de um modo geral, para que mais adiante se perceba melhor a hematúria.
 
Assim, o aspecto anormal na urina pode denunciar uma infecção, no caso de se constatar que a mesma é turva e que tem um cheiro intenso e desagradável. 
 
No caso dos cálculos do trato urinário, estes também podem dar lugar a uma urina turva, mas não necessariamente infectada, isto porque a urina turva é um reflexo da presença de determinados sais, como os fosfatos. Em casos raros, pode aparecer linfa misturada com a urina, o que lhe confere um aspecto leitoso. 
 
Nos casos de hematúria ligeira esta confere à urina um aspecto escurecido. Quando a quantidade de sangue na urina aumenta, esta torna-se avermelhada e pode conter coágulos. 
 
Contudo, a urina avermelhada não é apenas provocada pela presença de sangue, uma vez que, alguns corantes alimentares podem ser expelidos pela urina e existe uma grande variedade de fármacos que lhe podem alterar a cor, sendo mais conhecidas a rifampicina e a dipirona que podem tornar a urina alaranjada. 
 
Também as pessoas que comem beterraba podem ficar com a urina avermelhada. Em alguns doentes com porfíria, a urina torna-se avermelhada quando deixada em repouso; em pessoas com icterícia, a urina é castanha ou alaranjada. A urina com espuma, principalmente se esta persiste depois de ter sido agitada, pode conter excesso de proteínas. 
 
Descrição: 
 
Também conhecida pelo senso comum como sangue na urina, a Hematúria é um sinal que ocorre nas doenças renais e não pode ser ignorado pelos portadores, nem pelos médicos. 
 
De um modo geral, importa ter em conta que, a presença de sangue na urina é comum, uma vez que existem sempre hemácias (sangue) em quantidade muito reduzida e, na maioria das vezes, difícil de detectar, no entanto, o aumento dessas hemácias é que representa um sinal de alerta. 
 
Refira-se que, a hematúria pode ser microcópica ou macroscópica, sendo que se designa por hematúria a condição em que a perda de hemácias é superior a três por campo microscópico na análise do sedimento urinário ou maior do que 15-20 hemácias/microlitro em exames quantitativos realizados por citometria de fluxo. 
 
Por seu turno, a hematúria macroscópica é vulgarmente detectada a olho nu devido à presença de coloração vermelha na urina ou noutras tonalidades semelhantes e mais escuras. 
 
De uma maneira geral, a hematúria não constitui um problema, ainda assim, deve ser cuidadosamente analisada para despistar eventuais complicações, sendo que deve ser o especialista a realizar o diagnóstico e a prescrever os respectivos exames. 
 
Importa ter em conta que, o alarme que muitos portadores de sangue na urina sentem, na maioria das vezes, não corresponde à gravidade da doença ou do problema em causa. 
 
Diagnóstico: 
 
O estudo do problema deve começar pelo despiste e, em regra tem em conta as situações mais simples e frequentes, sendo apenas necessário consultar um especialista em casos que assim o justifiquem, o que traduz que, na maior parte das situações, o clínico geral acaba por resolver o problema. 
 
O primeiro passo é a colheita de urina, sendo que a colheita de urina deve ser a primeira da manhã, após uma higienização externa para evitar contaminações. 
 
Além do sangue na urina, outros dados do exame de urina podem ajudar a encontrar a causa e o local da hemáturia. 
 
Existem alguns padrões que, em regra, orientam este diagnóstico, isto porque, a presença de albumina (proteinúria) pode remeter o clínico para as nefrites, enquanto que a presença de bactérias e leucócitos (pus) sugere uma infecção urinária. 
 
No caso da glicose na urina, estamos na presença da diabetes e daí por diante, o diagnóstico mais elementar pode obter os resultados pretendidos. 
 
Causas: 
 
As causas da hematúria são muitas e por isto a investigação pode necessitar de algum tempo para que se obtenham resultados definitivos. A realização de exames complementares é muitas vezes um recurso a aplicar quando a colheita de urina não é suficientemente esclarecedora. 
 
Em muitos casos, a ecografia e a radiografia são meios complementares nesse processo. 
 
Enquanto principais causas para a hematúria encontra-se um vasto conjunto de interpretações e de explicações, pelo que se começa pela detecção das infecções urinárias, dos cálculos urinários, traumatismo renal, glomerulonefrites, nefrites hereditárias e rins policísticos. 
 
A possibilidade de presença de tumor nos rins também deve ser considerada. 
 
Também a bexiga e a próstata devem ser estudadas. 
 
Prevalência: 
 
Tendo por base os estudos realizados nos EUA, a prevalência da hematúria macroscópica é de 0,13%, sendo que em 56% dos seus portadores, a causa é identificável, sendo a cística a mais comum. 
 
Já no que se refere á microscópica a prevalência é de 1,5%, e geralmente são de casos transitórios, a coexistência de hematúria e proteinúria esta presente em 0,06% e pode traduzir uma doença renal. 
 
Tratamento: 
 
Mediante o diagnóstico assim será o tratamento a aplicar na certeza de que, ao detectar a presença de sangue na urina, o seu portador, deverá procurar o médico com vista a iniciar o processo de diagnóstico mais adequado aos seus relatos. 
 
Existe terapêutica específica para cada caso, incluindo a hematúria na gravidez, merecendo esta cuidados adicionais, já que se trata de uma condição mais sensível na mulher e que deve ser avaliada e encaminhada com detalhe. 
 
Nota:Entenda este artigo como meramente informativo e um ponto de partida para procurar um especialista quando necessário.
 
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

Tem “a mania das doenças”? Saiba que pode mesmo ficar doente!



-

Cuidado com o sal! Um terço dos portugueses sofre de hipertensão



-

Herpes



-

Hipercolesterolemia Familar (colesterol elevado hereditário)



-

Hipnose



PUB
 
NOTÍCIA MAIS LIDA DO MOMENTO
Registado sismo a 45 km a sul de Albufeira

Registado sismo a 45 km a sul de Albufeira

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
VILA DO BISPO:Resgatado banhista na Praia da Ingrina com lesão traumática

VILA DO BISPO:Resgatado banhista na Praia da Ingrina com lesão traumática

ver mais
 
Registado sismo a 45 km a sul de Albufeira

Registado sismo a 45 km a sul de Albufeira

ver mais
 
ALBUFEIRA:Acordo leva Sindicato a desconvocar greve no Clube Med da Balaia

ALBUFEIRA:Acordo leva Sindicato a desconvocar greve no Clube Med da Balaia

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio