siga-nos | seja fã
PUB
 

Duarte Pacheco

Duarte Pacheco
Imprimir Partilhar por email
20-10-2013 - 23:43
Duarte Pacheco nasceu em Loulé a 19 de Abril de 1899.
 
 
A sua vida e obra são ainda hoje reconhecidas e aplaudidas sobretudo pelo seu carácter genial. Duarte Pacheco foi um importante estadista e engenheiro formado pelo Instituto Superior Técnico de Lisboa no ano de 1923. 
 
Foi professor ordinário e director interino 3 anos mais tarde. Em 1927, passou então a ocupar a condição de director efectivo. 
 
Um ano mais tarde, dá-se o início da construção dos edifícios do instituto Superior Técnico sob a orientação de Duarte Pacheco, então engenheiro electrotécnico, facto que grandemente contribuiu para construir aquele que viria a ser o primeiro Campus Universitário português. 
 
Ainda em 1928, Duarte Pacheco torna-se presidente da Câmara Municipal de Lisboa, sendo mais tarde convidado para integrar o Governo, passando a ocupar a pasta de Ministro da Instrução Pública e a trabalhar com Oliveira Salazar. 
 
Mais tarde, abandona as funções ministeriais e regressa ao I.S.T., onde permanece até 1932, altura em que volta a ser convidado por Salazar, que admirava o seu carácter, assumindo agora a pasta de Ministro das Obras Públicas e Comunicações. 
 
Mais tarde, em 1936, com uma reforma da corporação política, Duarte Pacheco afasta-se do Governo e regressa ao Instituto Superior Técnico. Dois anos mais tarde volta a ocupar o cargo de presidente da Câmara Municipal de Lisboa, mas pouco tempo depois, voltou a ser nomeado Ministro das Obras Públicas e Comunicações. 
 
Com uma obra que ficou muito longe de ser concluída, Duarte Pacheco veio a falecer em 16 de Novembro de 1943 no Hospital da Misericórdia de Setúbal, com apenas 44 anos de idade e terá sido vítima de um acidente de viação. Diz quem o conheceu de perto que Duarte Pacheco não tinha tempo para esperar e isso é expresso pela sua obra. 
 
A obra de Duarte Pacheco: 
 
- Em 1933, o engenheiro Duarte Pacheco iniciou uma profunda modernização nos serviços dos Correios e Telecomunicações por todo o país. Neste mesmo ano, nomeia uma Comissão Técnica para estudar e elaborar um plano que pudesse levar à construção de uma ponte sobre o rio Tejo, ligando Lisboa, pela zona do Beato ao Montijo. Chega mesmo, no ano de 1934, a propor a construção de uma ponte rodo-ferroviária, em Conselho de Ministros. 
 
É autor de projectos dos "novos Bairros Sociais" de Alvalade, Encarnação, Madredeus e Caselas, em Lisboa. Mandou construir a primeira auto-estrada Lisboa-Vila Franca de Xira, pioneira da A1. Projectou a actual Av. de Roma, em Lisboa, da forma como ainda hoje permanece, do ponto de vista imobiliário. 
 
Ao longo da sua carreira, quer como professor ou estadista, Duarte Pacheco promoveu, e revolucionou, o sistema rodoviário português, para além das inúmeras construções de obras públicas que mandou executar, tais como a marginal Lisboa-Cascais, o Estádio Nacional, e a Fonte Luminosa, em Lisboa. Foi sua, também, a criação do Parque de Monsanto, e contribuiu para a construção do aeroporto da cidade de Lisboa. 
 
(Actualização:27-11-09)

 

 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

Margarida Correia (Querença)



-

Victor Borges (Benafim)



-

Manuel Baptista



-

António Parsotamo



-

Luzia Vieira



PUB
 
NOTÍCIA MAIS LIDA DO MOMENTO
ALMANCIL:Colisão na EN125 faz 2 mortos e 3 feridos graves

ALMANCIL:Colisão na EN125 faz 2 mortos e 3 feridos graves

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
PSP de Lagos deteve traficante que abastecia concelhos do Barlavento

PSP de Lagos deteve traficante que abastecia concelhos do Barlavento

ver mais
 
ALCOUTIM: Em novembro há passeio de BTT pela "Rota da Perdiz"

ALCOUTIM: Em novembro há passeio de BTT pela "Rota da Perdiz"

ver mais
 
Para a semana, muda a hora!

Para a semana, muda a hora!

ver mais
 
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio