siga-nos | seja fã
PUB
 

Doença Bipolar

Imprimir Partilhar por email
15-05-2014 - 23:29
A Doença Bipolar é também conhecida por Doença Maníaco-Depressiva. Consiste numa doença psiquiátrica que se caracteriza pelas variações acentuadas de humor e que é acompanhada por crises depressivas e por manias.
 
O mesmo paciente pode apresentar estas duas variações da doença, muito embora a sua ocorrência e forma de expressão, possa variar em cada caso. 
 
As crises também são variáveis e podem ser: leves, moderadas ou severas. As variações no humor tendem a afectar as emoções, as sensações, as ideias, o comportamento e a própria autonomia do paciente, já que a personalidade fica igualmente perturbada. 
 
Sintomas: 
 
É nas situações de crise que se detectam os principais sintomas da doença. Nestas, percebe-se a incoerência do paciente, alterações significativas em relação ao seu estado habitual e uma enorme dificuldade em encontrar o equilíbrio anterior. 
 
No caso da Mania, os pacientes em crise, apresentam um estado de humor muito elevado em relação ao seu estado normal. Apresentam euforia e irritabilidade, após estados de alegria, sociabilidade e egocentrismo, a sua inteligência parece fora do comum e a auto-confiança é dominante. 
 
Contudo, em pouco tempo, este estado altera-se e dá lugar ao inverso: passando progressivamente para um estado extremo de aceleração psíquica, envolto em irritabilidade, exigência e de fácil zanga com os outros quando não acatam os seus desejos e vontades. 
 
As alterações emocionais súbitas e imprevisíveis, os pensamentos aceleram-se, a fala é muito rápida, com mudanças frequentes de assunto são outro sintoma a ter em conta tal como, a reacção excessiva a estímulos: a irritabilidade com pequenas coisas ou face a comentários banais, o aumento das despesas, das dívidas, da necessidade de comprar e de fazer ofertas exageradas, isto porque o seu estado de grandiosidade ganha expressão nesta fase. 
 
A energia excessiva dá lugar a uma diminuição no sono, a um aumento da necessidade sexual e de uma forma desadequada. 
 
Aumentam os consumos de substâncias, onde o álcool e as demais drogas podem ser uma realidade. O paciente apresenta delírios e uma ausência do mundo real. Por outro lado, a depressão, manifesta-se pelo oposto destes sintomas, já que faz com que o doente se sinta profundamente triste e desesperado. 
 
Pensa excessivamente nos seus fracassos e dá-lhes uma amplitude anormal, fica obcecado por pensamentos negativos e a ideia de suicídio pode ocorrer. 
 
Pode acontecer que a mesma crise se divida nestes dois momentos opostos de mania e de depressão. 
 
As crises: 
 
As crises variam de pessoa para pessoa e o seu tempo de duração igualmente depende das suas características e do estado em que se encontra a doença. Assim, há crises que perduram dias, meses ou semanas. 
 
Sendo que, com um tratamento adequado, em muitos casos, é possível prever as crises e reduzir-lhes o impacto. Há pacientes que apenas apresentam uma ou duas crises ao longo de toda a vida, sendo que medicadas, é muito mais fácil controlar e melhorar a autonomia e a qualidade de vida das pessoas. 
 
Causas: 
 
Esta doença ainda tem dados incompletos face à sua origem, contudo, acredita-se que as alterações biológicas e as causas genéticas possam estar na sua base. Muitas vezes não existe um tempo para o surgimento, já que a doença pode ocorrer antes ou depois da adolescência. 
Pode começar em qualquer altura, durante ou depois da adolescência e, segundo dados actuais, atinge cerca de 1% da população de ambos os géneros. 
Estima-se também que a doença pode estar associada ao stress e a alterações químicas excessivas ao nível do cérebro. 
 
Tratamento: 
 
Os tratamentos disponíveis assumem um papel de controlo da doença, sendo que a cura ainda não é uma realidade. Contudo, os fármacos assumem um papel decisivo neste equilíbrio a ponto de reduzirem substancialmente os seus efeitos. A procura de um psiquiatra e o acompanhamento psicológico são bons alicerces para este tratamento. 
 
A ter em conta: 
 
Os pacientes com doença Bipolar enquadram-se no grupo de pessoas com patologias crónicas e necessitam de ser compreendidos, acarinhados e, sobretudo que os que os rodeiam sejam capazes de não os martirizar após as crises. Esta condição é fundamental para a sua recuperação, já que é comum recordar as suas actuações nesses momentos. 
 
Perante essa recuperação de episódios negativos, aumentam as dificuldades de reposição de uma vida normal, já que o paciente sente vergonha dos actos cometidos e tem pouca coragem para se equilibrar, permanecendo num estado de isolamento duradouro. É importante compreender e ser capaz de seguir em frente, dando a crise como extinta e uma nova oportunidade ao doente de ser autónomo e de viver dentro da sua condição crónica. 
 
Esta estabilidade reduz também os efeitos negativos da crise, já que os dramas são superados. É necessário encarar a doença mental como qualquer outra e omitir o que se pensa acerca dela para ajudar o doente a manter a qualidade de vida, afinal ele não tem culpa de sofrer dessa patologia.
 
 
COMENTÁRIOS
 
MAIS NOTÍCIAS
-

Demência: uma realidade na maioria dos idosos institucionalizados



-

Dores a quanto obrigam!



-

Vem ai o Dia Europeu da Doação de Órgãos



-

Dislexia



-

Doença Celíaca



PUB
 
PUB
 
ÁREA CLIENTES
Escola de Condução C.C.S
Escola de Condução para Motociclos e Veículos Ligeiros.
ver mais
 
Restaurante Os Arcos
A melhor gastronomia algarvia
ver mais
 
Allô Pizza
Os apreciadores da verdadeira pizza italiana conhecem a casa, local agradável, bom ambiente e boa-disposição.
ver mais
 
 
 
NOTÍCIA MAIS LIDA DO MOMENTO
Diretoria de Faro da Polícia Judiciária deteve advogado por burla "milionária"

Diretoria de Faro da Polícia Judiciária deteve advogado por burla "milionária"

ver mais
 
 
  
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Município de Lagos associa-se à “Operação Nariz Vermelho”

Município de Lagos associa-se à “Operação Nariz Vermelho”

ver mais
 
“Concertos ao Entardecer” na Fortaleza de Sagres com música indie

“Concertos ao Entardecer” na Fortaleza de Sagres com música indie

ver mais
 
Diretoria de Faro da Polícia Judiciária deteve advogado por burla "milionária"

Diretoria de Faro da Polícia Judiciária deteve advogado por burla "milionária"

ver mais
 
 
 
Allô Pizza Escola de Condução C.C.S Loja das Taças Restaurante Os Arcos
» Sociedade» Fichas de Leitura» Desporto» Click Saúde
» Economia» Figuras da nossa Terra» Política» CX de Correio